Sem categoriaSegurança no Condomínio

25 de junho de 20210
https://tracon.com.br/wp-content/uploads/2021/06/Segurança-no-condomínio.jpg

Segurança no condomínio

 

Em um condomínio, é natural que muitas pessoas entrem e saiam diariamente, havendo fluxo também de funcionários, como zeladores.

Independentemente da razão, todas essas pessoas passam pela portaria do condomínio e é por causa disso que as estratégias de segurança sempre precisam ter essa área como o grande foco.

Manter uma portaria condominial o mais segura possível é a melhor estratégia para reduzir a probabilidade de ocorrer invasões, assaltos, furtos, etc.

A necessidade de ter um plano de segurança no condomínio é a mesma quando se trata de condomínios residenciais e comerciais, lembrando que a responsabilidade fica por conta dos administradores.

Você tem consciência do que é preciso para que o condomínio tenha mais segurança em sua portaria?

Caso você não saiba o que implementar para garantir mais proteção aos moradores e funcionários, nós vamos te dar todas as dicas mais importantes. Continue lendo!

 

Por que todo administrador tem de investir na segurança do condomínio?

 

Apesar de aumentar a segurança do condomínio demandar investimentos, essa é uma necessidade para que todos os moradores tenham a sua integridade assegurada, bem como a dos seus pertences.

Inclusive, a maioria dosa condomínios hoje em dia não poupa esforços quando se trata de manter a sua portaria segura, adotando diversos protocolos para evitar a entrada de pessoas que possam estar mal-intencionadas.

Dessa maneira, se os administradores não mantêm um padrão de segurança no seu condomínio, este passa a não ser atrativo para possíveis moradores.

É importante ter em mente que, na maioria das vezes, o condomínio é escolhido como moradia justamente pela ideia de que se trata de um lugar mais seguro.

 

O que é preciso para assegurar que o condomínio seja seguro?

 

Felizmente, existem muitas coisas que podem ser feitas para assegurar que o condomínio, a começar pela sua portaria, tenha um nível mais alto de segurança.

No entanto, não basta que os administradores estabeleçam o que deve ser feito com relação a estratégias: é indispensável que todos os colaboradores e moradores do condomínio estejam cientes.

Todos devem compreender que a segurança no condomínio depende do esforço conjunto dos administradores, funcionários e dos próprios moradores.

Veja aqui algumas das coisas que podem ser implantadas no condomínio para aumentar a proteção de todos.

 

1 – Orientar os porteiros a verificar todas as visitas

 

É claro que a quantidade de visitas em qualquer condomínio tende a ser grande, principalmente aos finais de semana.

Porém, a entrada como visitante pode ser o momento perfeito para que pessoas mal-intencionadas acabarem invadindo o condomínio e, uma vez que elas estão no apartamento, fica mais complicado reverter a situação.

Por isso, é importante dar aos porteiros a orientação de verificar absolutamente todas as visitas por meio de uma ligação para o apartamento do morador.

Não deve importar se o visitante disser que conversou pelo telefone com o morador, por exemplo: deve ser obrigatório que o próprio porteiro faça isso.

 

2 – Optar por um circuito fechado de televisão

 

Muitos circuitos desse tipo permitem que os próprios moradores também acompanhem a segurança do condomínio por meio de um canal de televisão.

Em determinados canais, esses condôminos podem visualizar as imagens de diferentes áreas comuns, especialmente da portaria central.

Dessa forma, há ainda mais pessoas verificando se algo suspeito ocorre no condomínio, o que aumenta a chance de evitar assaltos, invasões, furtos, etc.

 

3 – Colocar na convenção do condomínio a restrição de compartilhar chaves

 

Infelizmente, muitas pessoas acabam dando cópias da chave do seu apartamento para conhecidos: pode ser para a diarista, para os pais, para o namorado, etc.

Quanto mais a chave do apartamento circular por aí, maiores as chances de alguém mal-intencionado entrar no condomínio e com 100% de facilidade.

Por isso, deve-se informar os moradores sobre a restrição de terceiros terem cópias de chaves.

 

4 – Sempre conferir quem está entrando de carro no condomínio

 

Não basta que o carro tenha o adesivo do condomínio: sempre existe a possibilidade de as pessoas dentro do carro não serem os moradores ou de estes estarem sendo obrigados a deixar terceiros entrarem.

Sendo assim, todo carro que entra no condomínio deve estar com os vidros abertos para verificação.

 

5 – Tomar cuidado com as entregas

 

É cada vez mais comum que as pessoas recebam tudo em casa, desde despesas até refeições. No entanto, nenhum entregador deve entrar no condomínio: a regra deve ser que o morador desça até a portaria.

É fundamental que o porteiro seja rigoroso e que, em caso de entrega de móveis ou da visita de montadores, estes só sejam liberados para entrar no condomínio se estiverem acompanhados pelo morador.

 

6 – Cobrir todos os pontos críticos com câmeras

 

Há condomínios que deixam de monitorar lugares que poderiam facilmente ser usados por pessoas mal-intencionadas. Por exemplo: se uma das entradas tem uma grande árvore por perto, é obrigatório ter uma câmera verificando se alguém não escalará essa árvore a fim de entrar no condomínio.

É preciso que o sistema de monitoramento seja eficiente e isso começa pela escolha inteligente da disposição das câmeras.

 

7 – Explicar aos moradores todos os riscos

 

Para alguns moradores, ter de abaixar o vidro do carro para ser visto pelo porteiro, por exemplo, pode ser algo desagradável.

Por isso, os administradores precisam explicar aos moradores como as estratégias usadas protegem a eles mesmos de bandidos.

 

Dicas extras para todos no condomínio

 

  • Moradores

– Devem conhecer a estratégia de segurança do condomínio

– A chave deve ser de uso apenas de quem mora no condomínio

– Todos os entregadores precisam ser recebidos na portaria, sem solicitação para que eles subam ao apartamento ou mesmo entrem nas áreas comuns.

 

  • Administradores

– Informar aos funcionários e moradores de maneira clara quais são as regras de segurança.

– Ter um registro digitalizado de quem mora no condomínio

– Providenciar o monitoramento adequado a todas as áreas críticas

 

  • Colaboradores

– Todos precisam estar uniformizados

– Devem ser, junto aos moradores, os únicos com acesso às chaves do condomínio

– Analisar e reportar qualquer quadro suspeito

Fale conosco, nós podemos ajudar na elaboração das melhores práticas para o bom andamento do condomínio. Com um bom planejamento de segurança é possível oferecer mais confiança a todos!

 

 

 

 

 

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *